Sobreiro — A Árvore de Portugal



As asso­ci­a­ções Árvo­res de Por­tu­gal (AP) e Tran­su­mân­cia e Natu­reza (ATN) for­ma­li­za­ram no pas­sado Sábado, à som­bra do secu­lar sobreiro do Cachão, com um aperto de mão entre os res­pec­ti­vos pre­si­den­tes, o desejo de ver o sobreiro con­sa­grado, ofi­ci­al­mente, como a Árvore Naci­o­nal de Portugal.


Ape­sar do sobreiro já estar pro­te­gido pelo Decreto-Lei n.º 169/2001, é enten­di­mento de ambas as asso­ci­a­ções, que o sim­bo­lismo da clas­si­fi­ca­ção desta espé­cie como Árvore Naci­o­nal de Por­tu­gal refor­çará o reco­nhe­ci­mento da impor­tân­cia do sobreiro para o nosso país e aumen­tará a pres­são, junto dos diver­sos pode­res, no sen­tido de serem encon­tra­das novas solu­ções para os pro­ble­mas que afec­tam esta espé­cie e os sec­to­res de acti­vi­dade que dela dependem.

Assim sendo, a cami­nhada que agora se ini­cia, visa não ape­nas a clas­si­fi­ca­ção do sobreiro como a árvore naci­o­nal do nosso país, mas, igual­mente, aju­dar a criar uma pla­ta­forma que fun­ci­one como um lóbi de defesa do sobreiro e da sua cul­tura, pro­cu­rando ser parte activa na pro­cura de solu­ções para alguns casos con­cre­tos que serão divul­ga­dos futuramente.

Esta ini­ci­a­tiva tem o seu ponto de arran­que com a divul­ga­ção do comu­ni­cado que a seguir se trans­creve, o qual será envi­ado à comu­ni­ca­ção social. Em breve, será cri­ado um blo­gue e uma página no Face­book, como forma de publi­ci­tar a ini­ci­a­tiva e de anga­riar apoios e sugestões.


Partilhar

Comentários

Mensagens populares