Agricultura em primeiro lugar

Farming First apela para a ação dos responsáveis políticos, para que estes desenvolvam para a agricultura global uma cadeia de valores locais e sustentável. Ela realça a necessidade de formar redes de conhecimento e políticas orientadas a ajudar pequenos agricultores a se tornarem pequenos empresários. O quadro salienta seis principios, interligados, para o desenvolvimento sustentável.


Farming First from Farming First on Vimeo.


Abordar as necessidades usuais de alimentação, fibras e combustíveis requer um plano de ação global para aumentar a produção agrícola de forma ambiental sustentável, economicamente aceitável e socialmente responsável.
Os agricultores estão no coração desta solução– são eles que cultivam, gerem a terra e salvaguardam a biodiversidade. A população global quase triplicou desde 1950. Até 2030, mais 1.7 mil milhões de pessoas no mundo estarão necessitando comida, a maioria delas provenientes de países em vias de desenvolvimento. Para que isso seja possível, os agricultores em todo o mundo deverão duplicar ou mesmo triplicar sua produção de alimentos até 2050.
No entanto, políticas agrícolas negligenciaram o papel relevante que os agricultores, e principalmente os pequenos agricultores, devem desempenhar para realizar este desenvolvimento sustentável. A pressão sobre o desenvolvimento é aguda. Acredita-se que até 2030, a relação entre terra arável e população diminuirá até 55%. Até 2025, 1,8 mil milhões de pessoas arcarão com uma permanente escassez de água. Ao mesmo tempo, as mudanças do clima colocarão em risco as previsões regional e global de alimentos. Os meios básicos de subsistência de centenas de milhões de pessoas em países em vias de desenvolvimento estarão em perigo.
Para mais informação  Farming First

Comentários

Mensagens populares