Somos amistosos e curiosos, inteligentes e irreverentes, engraçados e atarefados, brincalhões e trapalhões, optimistas e saudosistas, pensativos e cognitivos, ingénuos e ténuos, divertidos e vividos, sabichões e amigalhões, honestos e lestos, vaidosos e afectuosos, empenhados e assanhados, extravagantes e acutilantes, compreensivos e objectivos, sociáveis e admiráveis, distraídos e agradecidos, orgulhosos e atenciosos, pacatos e sensatos. Mas... o que gostamos mesmo... é do Movimento Novos Rurais!

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Hortas Urbanas



A necessidade do homem trabalhar a terra para daí extrair alimentos é uma questão de sobrevivência, mas a atração que o homem urbano sente pela atividade agrícola não se explica só pela vontade de aceder a outros sabores que não apenas os oferecidos pelas prateleiras dos supermercados. Tem raízes mais profundas, a que não é alheia uma vontade natural de evasão do ambiente urbano e de retorno a um misto de ócio e trabalho em contacto direto com a natureza.


Movimento Novos Rurais
http://www.facebook.com/ecocasaportuguesa

Sem comentários:

Enviar um comentário