Somos amistosos e curiosos, inteligentes e irreverentes, engraçados e atarefados, brincalhões e trapalhões, optimistas e saudosistas, pensativos e cognitivos, ingénuos e ténuos, divertidos e vividos, sabichões e amigalhões, honestos e lestos, vaidosos e afectuosos, empenhados e assanhados, extravagantes e acutilantes, compreensivos e objectivos, sociáveis e admiráveis, distraídos e agradecidos, orgulhosos e atenciosos, pacatos e sensatos. Mas... o que gostamos mesmo... é do Movimento Novos Rurais!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

O que semear em Janeiro




Na Horta:
Preparar canteiros e talhões de modo a que a terra fique limpa e bem mobilizada e destorroada, incorporando-lhe estrume. Fazer também, na mesma altura, a fertilização química com adubos fosfatados, potássicos ou compostos.

Como as terras de horta, passados alguns anos de cultura intensiva, se tornam ácidas, é indispensável, por vezes, aplicar-lhes cal.
Semear repolhos, rabanetes, alfaces, favas, ervilhas. Ainda se plantam alhos.

No Jardim:
Continuar a preparar os canteiros, tanto para as sementeiras da época como as da Primavera. Continuar com a instalação de viveiros de estacaria de roseiras e de outros arbustos e árvores de jardim.

Plantar no lugar definitivo árvores e arbustos ornamentais, abrindo covas com a possível antecedência. 

Semear ciclames, ervilhas-de-cheiro, gipsófilas, etc. Plantar jacintos, begónias, lírios e amarílis.

Movimento Novos Rurais 
Pessoas mais livres, plenas e felizes!

1 comentário:

  1. Não seria calcário ao invés de cal. O calcário possui cálcio e magnésio, enquanto o cal só tem o cálcio. Se aplicarmos o cal desregulamos a relação Ca/Mg.

    ResponderEliminar